Friday, 16 January 2015 00:00

Mosteiro de Tibães acolheu sessão de esclarecimento

Mosteiro de Tibães acolheu sessão de esclarecimento

«PDM promove melhor utilização dos recursos naturais»

Os Bracarenses responderam afirmativamente ao convite lançado pelo Município e lotaram o Mosteiro de Tibães, para mais uma sessão pública de esclarecimento do Plano Director Municipal de Braga (PDM). Desta feita, a requalificação ambiental e urbana da margem esquerda do rio Cávado, a bacia de retenção da Ribeira de Crasto, assim como o Mosteiro de Tibães e a mata envolvente, foram as principais especificidades discutidas durante a sexta sessão de esclarecimento, que decorreu ontem, dia 15 de Janeiro.

Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Braga, vincou que este PDM "é um desafio à nossa capacidade de sermos comunidade, suplantando o interesse individual ao interesse público", sendo também uma "estratégia integrada de desenvolvimento, em que a valorização patrimonial, dos recursos naturais, culturais e paisagísticos, assume especial importância".

A sustentabilidade dos recursos hídricos, aliado à "valorização ambiental de recreio e de lazer", com a criação de uma bacia de retenção da Ribeira de Crasto, foi abordado por Miguel Bandeira, sustentando o vereador que, nesta matéria, o Plano "vai vincular as próximas gerações, proporcionando-lhes uma melhor utilização dos recursos naturais".

A ciclovia intermunicipal, com ligação a Espanha e Esposende, e a articulação da rede ciclável interurbana com a intra-urbana foram, também, questões em foco nesta sessão. Quanto ao Mosteiro de Tibães, o vereador lembrou que se trata de um monumento que "não é apenas um símbolo do Município, mas também um símbolo nacional e internacional", sublinhando que o aproveitamento das áreas circundantes "requer um enquadramento turístico que potencie a sua gestão e promoção".

Para Firmino Marques, vice-presidente do Município de Braga, este é um "momento importantíssimo de comunhão de esforços, que abrange todos os agentes do Concelho, no sentido de preparar um destino melhor para o nosso território".

Segundo o Autarca, este PDM espelha a política de proximidade que o actual Executivo tem desenvolvido "com o objectivo de coincidir todos os propósitos num propósito comum, que é o desenvolvimento do Concelho e da Região", sustentando que nesta discussão pública "todos os agentes estão no mesmo patamar para garantirmos um melhor futuro para as próximas gerações".

A próxima sessão de esclarecimento realiza-se hoje, dia 16 de Janeiro, pelas 21h00, na Associação Industrial do Minho (AIMinho), subjacente ao tema «O PDM e as Actividades Económicas».

Consulte a nossa galeria